Canção do Exílio


Minha terra tem palmeiras, 
Onde canta o sabiá; 
As aves, que aqui gorjeiam, 
Não gorjeiam como lá. 
Nosso céu tem mais estrelas, 
Nossas várzeas tem mais flores, 
Nossos bosques tem mais vida, 
Nossa vida mais amores. 
Em cismar, sozinho, à noite, 
Mais prazer encontro eu lá; 
Minha terra tem palmeiras, 
Onde canta o sabiá. 
Minha terra tem primores, 
Que tais não encontro eu cá; 
Em cismar - sozinho, à noite - 
Mais prazer encontro eu lá; 
Minha terra tem palmeiras, 
Onde canta o Sabiá. 
Não permita Deus que eu morra, 
Sem que eu volte para lá; 
Sem que desfrute os primores 
Que não encontro por cá; 
Sem qu'inda aviste as palmeiras, 
Onde canta o Sabiá. 

Gonçalves Dias


Código para enviar este recado ao Facebook

Clique com o botão direito do mouse e selecione copiar ou clique em "Ctrl + C".
Abra sua linha do tempo ou de um amigo,
selecione colar ou aperte "Ctrl + V".

Leia também:

Você também pode gostar de:

2 Comentários

  1. Odilia disse:

    Faz dezoito anos que deixei meu paiz para morar no estranjeiro. Me enriqueci com as experiencias, conheci tanta gente e lugares mas por vezes sinto uma saudade avassaladora e mesmo que essa mudança tenha sido por escolha propria, sinto no fundo do coraçao a mesma dor de Gonçalves Dias. A poesia é um dos meus alentos…

  2. MIRTYS disse:

    Esse é um poéta da minha terra…tudo de bom.

Deixe uma resposta