Deixa que o vento corra


deixa que o vento corra
"Deixa que o vento corra,
coroado de espuma,que me
chame e me busque galopando
na sombra, enquanto eu, mergulhado
nos teus imensos olhos, nesta noite
imensa, descansarei, meu amor..."

Pablo Neruda


Código para enviar este recado ao Facebook

Clique com o botão direito do mouse e selecione copiar ou clique em "Ctrl + C".
Abra sua linha do tempo ou de um amigo,
selecione colar ou aperte "Ctrl + V".

Leia também:

Você também pode gostar de:

Deixe uma resposta